Novidades no varejo crescem pelo bem-estar dos bichinhos – e dos seus humanos

Novidades no varejo crescem pelo bem-estar dos bichinhos – e dos seus humanos

O número de animais de estimação chegou a 139,3 milhões no Brasil em 2018, de acordo com dados coletados pelo IBGE e atualizados pelo Instituto Pet Brasil.

Em 2013, a quantidade era de aproximadamente 132,4 milhões, representando um aumento de quase 7 milhões.

Imagem: site abinpet.org.br

Esse novo número mostra que cada vez mais pessoas possuem o interesse de ter um pet para lhes fazer companhia, dar atenção e compartilhar momentos de afeto. Assim aumenta também a quantidade de pessoas interessadas em comprar produtos para agradar seus bichinhos.

Estima-se que em 2020 o mercado pet alcance um faturamento de R$ 20 bilhões, previsão apontada por um estudo realizado pelo Grupo GS& Gouvêa de Souza, especialista no mercado de varejo e consumo brasileiro.

O crescimento do segmento vai além das responsabilidades dos donos em ter de comprar itens alimentícios e de higiene para os seus animais de estimação.

Como existe um forte vínculo entre os humanos e seus bichinhos, o varejo voltado para os pets consegue se sustentar e avançar inclusive em meio à crise porque as pessoas fazem questão de investir também no bem-estar de seus companheirinhos, adquirindo produtos e serviços relacionados a seu lazer e conforto.

Ou seja, mesmo quando existe a necessidade de reduzir gastos por sentir os efeitos da crise, os donos de pets não pensam em diminuir os gastos com seus animais como uma das primeiras opções para economizar dinheiro. Antes vêm os cortes com itens de lazer e gastronomia, como viajar e jantar fora.

A expansão das pet shops são um reflexo do avanço desse setor. Um exemplo é a Petland, cliente da VarejOnline, que abriu sua primeira loja no Brasil em 2014 e hoje já tem mais de 100 lojas, sendo a maior rede do segmento no país.

É fácil perceber o crescimento desse mercado neste momento em que até a tecnologia tem apoiado o relacionamento entre os humanos e seus pets. Em lojas de aplicativos para celular já é possível encontrar até mesmo apps que ajudam as pessoas a localizarem locais pet friendly para visitar sem precisar deixá-los em casa.

Até em ambientes de trabalho essa relação tem se fortalecido. Muitas empresas já permitem que os colaboradores levem seus animaizinhos como forma de ajudar a amenizar o estresse e estimular a interação entre a equipe.

Uma experiência divertida relacionada à presença de pets em ambientes ainda incomuns é incentivada pela loja Anita Voss de Balneário Camboriú, também cliente da VarejOnline: uma loja pet friendly que convida suas clientes a visitarem o local junto com seus bichinhos.

Toda essa movimentação do mercado que investe na paixão dos humanos por seus animaizinhos mostra que o segmento ainda tem muito a expandir para acompanhar o amor que existe entre as pessoas e seus bichinhos, que só cresce.

Deixe uma resposta